‘vai que’

O fator ‘elemento surpresa’ é mais conhecido pelo nome de ‘vai que’. Você está no ponto de ônibus e ‘vai que’ aquela gatinha sentada ali do seu lado vem conversar com você sobre a banda que você tá ouvindo no mp3 player (‘vai que’ ela curte Radiohead né?) Ao mesmo tempo, ‘vai que’ antes de você dizer qualquer coisa chega o ônibus dela e você nem soube se ela também ‘descurtiu’ o ‘King Of Limbs’.

Esse é o elemento surpresa, princípio básico de qualquer ambiente sujeito à casualidade, como o nosso.

É por não saber o que vai acontecer que desenvolvemos a racionalidade, pra tentar prever com alguns dias de antecedência se vai chover ou não e se devo usar calça ou bermuda. Quando aplica-se isto a eventos ou objetos inanimados, é possível conseguir fazer uma previsão com alguma margem de erro do que vai acontecer ou não. Quando você tenta aplicar isso às pessoas, a coisa é mais complicada. Dizia o Freud que era possível fazer um mapeamento da psiquê das pessoas e seus comportamentos, mas é praticamente impossível o fazer quando você fala de um grupo de pessoas. Quais são as chances de você saber como tal pessoa vai se portar diante de um contexto x com indivíduo y?

Mas parecem que as coisas começam a mudar de rumo, ao menos no mundo virtual. A otimização algoritmíca dos mecanismos de busca é um agravante. A otimização social já é um pouco diferente. Ferramentas como o Hunch ou o Get Glue servem pra tentar entender seus gostos e preferências e lhe indicar conteúdo na web de acordo com essas preferências individuais. Isso me leva a questionar onde fica o fator casualidade nisso tudo (que é totalmente a ver com ‘serendipidade’ comentado no post da TechCrunch). Permitir que um robô escolha por você os assuntos de relevância, levando em consideração apenas suas preferências e gostos não é comparável a buscar sempre as mesmas opiniões de um único veículo de comunicação? Parece que os círculos sociais se fecham, o que rola nos nichos não sai dos nichos. A internet tá mais parecendo um quarto de espelhos.

Mas vai que… né?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s